domingo, 8 de fevereiro de 2009

poesia concreta


flores,
gatos,
lua,
agua,
estrela
musica,
pão
davi,
folha
areia
mar,
terra,
jerusalem
nome,
namorados
amante
caderno
caneta
tinta
livro
rua
noite
insonia
pantera
caviar
vinho
bambu
nu
aranha
bola
beleza
poesia
tudo pode
ser poesia
concreta
ou não;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;

7 comentários:

Dinah Cardozo disse...

Exatamente!
Poxa, como tuas palavras disseram tanto sendo, aparentemente, tão vagas. Repito, aparentemente. Soam como palavras ao vento, mas, para mim ao menos, dizem muito de um olhar poético para aquele que quer enxergar.

Até mais.

olhodopombo disse...

dinah,
a noite me faz
sonhar......divagar......

zélia guardiano disse...

Tamar

A sua poesia é única.
Tenho falado sempre.
Seu olhar vê além das suas lindas imagens.
Quando eu crescer quero ser como você...

olhodopombo disse...

Zelia,
quando eu escrevi no blog
eu queria que ficasse uma palavra embaixo da outra , mas na hora de clicar
elas ficarm amontoadas....
outro dia quem sabe cresceremos juntas?

zélia guardiano disse...

Tamar
Sua poesia vai além das suas lindas imagens.
Tenho falado sempre!
Lindo!

zélia guardiano disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
olhodopombo disse...

como voce mesma me pediu apaguei seu comentario, apesar de ter gostado dele...
bjs