quinta-feira, 28 de abril de 2011

Nascimento de outro Quadro


Desta vez é um quadro que já tem dono: a Sofia, que tem duas gatas, a Marie e a Belle, e quer um retrato delas pintado com tinta à oléo; aqui esta o nascimento dele. Eu estou lendo um ensaio de um Historiador da Arte (Simon Shama) sobre Van Gogh e estou delirando com a vida dele, o Van Gogh; não que eu já não tenha lido sobre ele e visto filmes, mas essa abordagem do Shama é mesmo diferente e até parece que estamos ali ao lado do atormentado Van Gogh....Creio que a leitura deste livro do Historiador inglês está me dando mais energia do que nunca para encher telas e telas de tintas e abstracções....Também tem o seminário que vou apresentar sobre Dadaísmo e Surrealismo na disciplina Historia da Arte que tem provocado varias reflexões em minha pessoa com relação ao que se chama de arte e ao que seja Arte para cada um, inclusive, Eu.

quarta-feira, 27 de abril de 2011

antropologia visual no Brasil, , , , ,

O burrinho, ou jumento, asno esta ali, em pé, so esperando o homem ; com uma paciencia que eu preciso aprender a ter. Nada o incomoda. E eu me incomodo com o lixo e com a relação dos homens & animais!

Falando de Cachoeira e São Felix.
O homem esta mijando no Rio Paraguaçu, engraçando é que, quem esta atravessando a ponte de um lado para o outro, ou seja São Felix-Cachoeira, vice-versa, esta vendo a mutreta do sujeito. Mas ele nem liga. Esta simplesmente mijando e pronto!
E eu estou atras e ele nem me viu!

domingo, 24 de abril de 2011

Antropologia Visual no Brasil, recorte Reconcavo baiano....

Em frente ao melhor colégio da cidade, Colégio das Sacramentinas, colégio cristão, esta bela instalação me convida a registrar o momento, que sempre é único.....
na rua principal da cidade da Cachoeira os sapatos e sandálias se perdem dos seus donos, um abandono singular, já que
não pode ter uso depois de detonado assim....
Em Sto Amaro da Purificação, terra dos Veloso, Caetano e Betânia, os urubus fazem a festa em plena luz solar, em meio aos transeuntes do dia a dia....

sábado, 23 de abril de 2011

Cogumelos e Eu....





Que delicia vê-los, ainda que sejam tímidos na via urbana!
Eu estava retornando para a minha casa, depois de adquirir uma tela para pintar uma
visão do meu antigo jardim em Búzios, RJ, quando meus olhos bateram naquelas coisas branquinhas e luminosas no chão entre gramas ao pé de uma grande árvore. Me fizeram lembrar duendes, contos de fadas e outras coisas mais que não se fala nos dias de hoje. Mas eu estava sem a maquina(coisa raríssima). Cheguei em casa e só pensando nos cogumelos fiz um monte de coisas. No final da tarde, com a bela luz solar, resolvi sair as ruas outra vez, a caça deles, embora acreditando que alguém já os teriam destruído... mas qual não foi a minha surpresa, eis que eles estavam la , do mesmo jeito que os vi pela manhã. Eis aqui o resultado nas imagens....

sexta-feira, 22 de abril de 2011

Nasce um Quadro



O quadro vai se chamar "As Baianas da Boa Vida". Quando nasce um quadro? e por que ele quer nascer? O que o pintor esta pensando na hora de colocar as tintas/cores nos devidos lugares? E para quem ele pensa?
Perguntas , perguntas que o ATO não deixa vestigios.......

quarta-feira, 20 de abril de 2011

UFRB & VANDALISMO

saco de lixo com os trabalhos icados! das equipes....
corredor aonde fica o "Laboratorio de Conservação"e a sala 3 da Museologia e Historia....
trabalhos farenheitizados
meu museu do samba virou isso!
museu do samba vandalizado



A gente esta na Academia para aprender, ou o que? Inclusive a banalizar e vandalizar? Foi isso que percebi hoje ao chegar na Universidade para ouvir uma aula de Historia da Arte Contempranea. Aliás até pareceu mesmo um insight dos dadaistas, embora sem nenhuma consciência real do ato e do fato(em relação ao Dadaismo).
No corredor aonde se situa a sala 3 do Curso de Museologia, simplesmente eu VI, um grande saco preto d elixo com coisas dentro. Me aproximei e qual não foi a minha surpresa, estavam vandalizados, destruídos trabalhos de marquete de museus de três equipes, inclusive a minha . Fiquei com tanta raiva, fotografei e estou seriamente pensando em consultar a minha advogada sobre esse ATO, e o que eu posso fazer. Passamos quatro meses construindo peças de estudos para a disciplina Conservação de Bens Culturais ( Museus em potencial), no final do semestre pedimos a professora para levarmos nossos trabalhos para casa e ela não autorizou, dizendo que seriam utilizados pelas turmas seguintes que os teriam como referencias, nesta disciplina. Aceitamos o que a professora disse e hoje nos deparamos com uma cena de FAHRENHEIT 451, o filme.....igualzinho embora no lugar dos livros estão nossas obras artísticas....
O mais esdrúxulo é que a disciplina trata de CONSERVAÇÃO de BENS CULTURAIS. O que seriam os objectos que criamos durante as aulas da disciplina? NADA? Se é assim, então por que ficamos quatro meses das nossas vidas perdendo nosso tempo?

segunda-feira, 18 de abril de 2011

sábado, 16 de abril de 2011

UFRB

As universidades federais no Brasil estão falidas?

sexta-feira, 15 de abril de 2011

quarta-feira, 13 de abril de 2011

segunda-feira, 11 de abril de 2011

Nas Margens do Rio Paraguaçu, entre Cachoeira e Maragogipe






Nas Margens do Paraguaçu... a gente foi boiando junto com a balsa/canoa; e os meus pensamentos retrocederam à época da Conquista/Invasão(?) às terras Tupiniquins por diabos loiros dos olhos azuis num tempo que as matas eram tão densas de verde que doíam nos olhos acostumados a escuridão e ao fedor da Europa decadente., barroca, rococó e sempre imitando um classicismo vindo do mundo médio oriental... Mas nada a acrescentar, apenas pensamentos vagos e sem formas reais. O que se pode mesmo deduzir de um encontro entre árvores que andam ( os índios) e pernas atrofiadas que correm para a destruição(europeus)?
Por MIM nada, absolutamente nada....

domingo, 10 de abril de 2011

Facebook (37)

Facebook (37): "– Enviado usando a Barra de Ferramentas Google"

sexta-feira, 8 de abril de 2011

Objetos & Regalo





Para meu olho, o Objecto é sempre um regalo.
Assim fiquei deveras feliz ao chegar na casa de uma amiga paulistana e me deparei
com vários objectos que me encheram os olhos de felicidade. Não perguntei nada a ela
e la estava eu clicando em tudo. Ela foi uma parada na minha ida a Israel. A minha Filosofia da Vida é que
a gente pode ir montando o nosso quebra cabeça ou uma colcha de retalhos com as Coisas que vamos encontrando pelos Caminhos enquanto vivos estamos...

quinta-feira, 7 de abril de 2011

Nos Caminhos do Rio Paraguaçu





No domingo estivemos, eu e a Moema, por horas seguidas apreciando a beleza que margeia este imenso rio baiano, que nasce na Chapada Diamantina e desemboca em Maragogipe no Oceano Atlântico.
Peixes pulando, aves nas margens ribeirinhas, homens enfiados ate o pescoço à cata de Ostras, sol quente, barqueiros passando sabe-se la para onde e a fazer o que, atrás de que ou de quem, e as águas indo, as nuvens esparsas as vezes vindo do Céu para a Terra(?)....e nós ali só olhando e de quando em vez registrando o que podíamos pegar....Delicia de rever o Brasil...

sábado, 2 de abril de 2011

Cachoeira

Eu estava apreciando o por do Sol nas margens do Rio Paraguaçu,
mas ao virar-me esta imagem apagou o brilho do momento anterior....