quinta-feira, 31 de dezembro de 2009

ano novo?






sera?
ao menos aqui na minha rua,na cidade de Cachoeira a festa esta sendo bem bacana,
e uma novidade para mim, que em geral sou avessa a festas...
muita comida, petiscos, muita bebida,e um cantor contratado para a festa;
muitas crianças correndo e se alegrando,para la e para ca e
alias a festa
para eles começou quando acordaram dia 31 na expectativa do que seria a noite...

mesa




de vez em quando gosto de falar/escrever/fotografar
mesa,
ate seria uma boa coleção não fosse a coisa do espaço fisico.
penso que mesa é imprescindivel,
gosto delas baixinhas, como as orientais,
gosto delas altinhas como a nobresa fedorenta(porque precisavam usar muito perfume para disfarçar aquele cheirinho original de cada um)gostava de usar,
gosto ate de mesas de pedras que o tempo desenha com a erosão.
na minha casa so tenho duas mesas compridas, ambas usadas como suportes para o atelier,
mas tem uma redondinha de madeira de lei, para o filtro de agua,
e mandei fazer uma levemente oval, de tronco de arvore para a cozinha, não para a cozinha,
mas sim, para eu comer sozinha la na cozinha.....

quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

Vermeer

 

eu tenho certeza que o holandes Vermeer iria amar a minha Hannah Arendt.....
Posted by Picasa

sexta-feira, 25 de dezembro de 2009

os burros

 

aqui no centro da cidade de Cachoeira,
meio dia
o sol estava inclemente,
os burros?
não sei.....
Posted by Picasa

viva a revolução

 

so se for no sonho
da minha
hannah arendt....
Posted by Picasa

Pintura

 

em gatos....
sem tinta e sem pincel
so o movimento
dos gatos num sono
preguiçoso e gostoso....
Posted by Picasa

arte em barro


quem acha que sabe fazer
um igualzinho a este
que se manifeste aqui e agora!

quinta-feira, 24 de dezembro de 2009

uma comunidade do barro






se fosse comparar com algo
compararia esse lugar com um grande formigueiro,
adorei as fachadas das casas

quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

do barro ao pó

 

muitas mamadas....
Posted by Picasa

do pó ao barro

 
Posted by Picasa

do barro ao pó

 

passando pela tinta!
Posted by Picasa

do barro ao pó

 
Posted by Picasa

do barro ao po

 
Posted by Picasa

E D us criou o Homem

 

Do barro,
do pó,
do pó do barro,
e eu hoje constatei isso, la naquela parte da Bahia aonde todos vivem do e para o barro.
Uma harmonia silenciosa ocorre ali,
todos trabalham como formigas para um resultado geral na comunidade,
meninos, mulheres , homens, todos envolvidos com barro e tintas,
no torno, na mão
na mão no torno,
enfim foi uma dia maravilhoso olhando e tentando
fazer algumas fotos....
Posted by Picasa

terça-feira, 22 de dezembro de 2009

outra boneca




achada na rua,
mas
essa parece boneca vodoo.
a coisa de ser museologo,
a vontade de musealizar tudo pode ser um perigo ambulante.
mas que fazer
quando a vontade esta acima da logica?

segunda-feira, 21 de dezembro de 2009

festas de natal



descobri hoje para onde vão as bonecas do passado nesta epoca natalina.
vão todas para o lixo.
desde que começou o mes de dezembro
eu tenho achado bonecas jogadas nas ruas,jogada nas ruas porque o lixo daqui de Cachoeira esta um caso exorbitante, as vezes em plenas ruas transitaveis;e em algumas ruas o cheiro esta insuportavel....atras da igreja da matriz esta formando uma montanha.....
esta da foto é uma delas, que recolhi, de uma rua bem proxima a minha, um amontoado de destroço de construção, outra coisa desagradavel por aqui,,, dei um prolongado banho com
agua sanitaria e sabão em pó, e fiquei contente de te-la achado,
mesmo faltando-lhe um pedaço de braço, da para eu fazer restauração(esta na grade do meu curso de museologia),brincar de fotografar,experimentar instalações diversas, enfim me divertir,
mesmo porque a minha boneca Wanda continua esperando a ida para São Paulo para fazer uma
restauração geral(ela se desmontou todinha quando vim para Cachoeira), em um lugar especializado em bonecas de louça, o caso de Wanda, americana de nascimento, anos 40, precisa de cuidados especiais......

FEIRA LIVRE EM CACHOEIRA, BAHIA






Sempre gostei das feiras livres.
Me parece com a ideia de BABEL,
tudo em volta de todos é um amontoado
de sabores , saberes e cheiros que se confundem
e dos quais ninguem sabe exatemente o que sejam,
a não ser o ponto principal:saciar a fome,
matar os desejos do paladares, jogar conversas fiadas fora
e manusear com esta coisa tão precisosa, tão amada/odiada,
que passa de mão em mão E chamada
DINHEIRO.......