segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

O que estas imagens teem em comum?

casa de taipa, na Serra da Mantiqueira,Baependi em Minas Gerais....sempre passamos por ela quando vamos as cachoeiras la do Gamarra, ela esta sempre assim de pé, fechada, guardando segredos de familia...nada muda em sua fachada, nada muda ao meu olhar.
outra foto da Serra da Mantiqueira, um grilo verde que quando voa suas asas se tornam cores de aboboras....
um gato safado, que um dia quase me mata de susto ao incendiar um trabalho que fiz em tecidos....la na Avenida Paulista em, São Paulo
a belissima ilha branca na costa de Buzios,Rio de Janeiro.aqui o mergulho é fantastico, tubarões passeiam ao seu lado quase tete a tete, e nem lhe dão a menor pelota, ou melhor sequer uma mordidinha
na estrada entre Ouro Preto e Mariana,em Minas Gerais tinha que ser preto no branco a lembrança do passado historico da região

10 comentários:

Luis Filipe Gomes disse...

Na minha opinião que têm em comum as imagens é o tempo e a água. O tempo que parece ter decorrido desde um passado que parece ainda ao alcance da nossa memória. E a água: que parece poder fluir sob a casa de taipa numa chuvada forte; Que manterá verde o capim e o gafanhoto; Que afugentará o gato e o fogo; Que torna tão bela a Ilha Branca; Que matará a sede ao homem e ao seu companheiro quando o Sol se erguer a meio-dia.
Luís

olhodopombo disse...

Que magnifca visão, Luis!

Madu disse...

Reminicências.

olhodopombo disse...

Madu,
quase chegando la....

Arantza G. disse...

El tiempo y la vida.
Besos

Pedrita disse...

adorei as fotos. há um grupo em são paulo fotografando casas abandonadas. beijos, pedrita

olhodopombo disse...

Pedrita,
eu adoro fotografar casas, as mais velhas e desminliguidas são as minhas preferidas.....

Zélia Guardiano disse...

Vendo e revendo essas imagens penso no grande mistério que é a vida e nos segredos que ela guarda...
.A casa e a sua história...
.O grilo e o arquivo confidencial de suas cores...
.O gato e seu poder indecifrável...
.A água, planeta Terra...
.O preto no branco mineiro, escondendo " A Máquina do Mundo"...

olhodopombo disse...

Zelia, quanta verdade pode estar escondida atras das coisas
mais simples do
cotidiano de nossas vidas?

Zélia Guardiano disse...

Muita verdade, Tamar!
E este é o encanto...
Ando numa fase boa. Fase de valorizar as insignificâncias...