quarta-feira, 3 de março de 2010

uma imagem querida.....

quando eu trabalhei em um jornal de Pernambuco em algum tempo da minha vida acompanhei uma jornalista que estava fazendo uma reportagem sobre meninas que cuidavam da vida domestica de sua propria casa, enquanto a mãe ia cuidar da vida domestica da casa dos outros.
A menina desta foto estava mais ou menos com 8 anos de idade, e morava num bairro de Recife chamado Coque, um bairro aonde acontecia de tudo, inclusive aonde surgiram os primeiros pequenos principes que lutavam contra as almas sebosas....um dia falo deles....então,
a menina desta foto na hora que chegamos para a tal repostagem, foi por acaso colhida, pela jornalista, acaso, não é bem o termo. ao passarmos pelas ruelas sujas, fedidas e estreitas das casas de taipas, ela estava na porta da casa com seus irmãos choramingando , puxando por sua sainha ... e ai paramos ali mesmo, entramos, fotografei a casinha por dentro e ai surgiu esta imagem, umas das que mais gosto entre milhares que eu fiz.....na minha vida de fotojornalista.

18 comentários:

Arantza G. disse...

Sus manos! parecen escudos de protección...
Un beso.

olhodopombo disse...

Arantza,
E sim, com certeza,
poderia usar a te o corpo inteiro, ,,,

Pedrita disse...

belíssima foto. é ainda uma forma das mães irem trabalhar. crianças cuidando de crianças. beijos, pedrita

Luis Filipe Gomes disse...

impressionante essa menina. uma beleza crua transborda da foto. talvez o preto e branco releve a sua meninice subtraida.
luis

Cristiano Contreiras disse...

parabéns pela proposta do blog!
te seguirei!

olhodopombo disse...

Pedrita,
alguem uma vez me disse que o homem quase não evoluiu em relação ao seu comportamento com relação a outros humanos....e quando a gente analisa essa relação do trabalho domestico quase escravo entendemos melhor essa citação....

olhodopombo disse...

Luis,
sim ela estava "realmete " pousando para a posteridade, com
muita responsabilidade...

olhodopombo disse...

Cristiano,
seja bem vindo
me sinto cada dia mais atrelada ao que devo postar no meu blog....

poetaeusou . . . disse...

*
louvo
a tua sensibilidade,
parabens,
,
conchinhas,
*

Nilson Barcelli disse...

A fotografia mostra muito bem o que contaste no texto, pois a menina mais velha até na foto é responsável pelos irmãos.
Um belo post, querida amiga.
Beijos.

olhodopombo disse...

poeta sou.
a fotografia é uma poesia...

olhodopombo disse...

Nilson,
mas ela paga um preço bem grande...

Rui Luís Lima disse...

O poder da fotografia reside bem aqui, porque ela vale mais que mil palavras.
Paula e Rui Lima

olhodopombo disse...

Rui,
a fotografia revoluciona a palavra....

Zélia Guardiano disse...

Tamar, minha amiga!
A gripe traiçoeira me pegou, bem quando meu computador pifou( outra vez!...Ai!).Passei alguns dias acamada, morrendo de tão doente e de vontade de postar meus versinhos lá no blog, responder os comentários e vir aqui, pois essas visitas já se tornaram parte de minha vida...Se a saúde estivesse boa, eu teria saído em busca de internet, como fiz agora(estou na lan house...rsrsrsrs).
Bem, chego aqui e que encontro? Esta postagem simplesmente maravilhosa! Recompensa pelo meu sofrimento dos últimos dias...
Sublime, Tamar!Sublime!
Prestei muita atenção nos olhares... Que janelas!Quanta coisa pude ver,bem no fundo de cada coraçãozinho!
Para comentar cada detalhe , passaria a noite aqui...
Parabéns!!! Nota mil, com louvor!!!
Um abraço

olhodopombo disse...

Zelia, eu estava mesmo sentindo sua ausencia...
que bom que retornou....

Anônimo disse...

ótima foto. gosto mais de fotos de seres humanos, de preferência preto e branco. parabanes.
Emerson Coelho

Regina disse...

Olá!
O bairro do coque continua pobre e carregado de histórias como o da garota fotografada. Porém, é de lá uma das melhores orquestras daqui. Orquestra infantil. A arte tirando do abandono algumas crianças.