sábado, 22 de junho de 2013

Antropologia em Recife

Eu estava em um ônibus indo do bairro da Piedade para o bairro do Rosarinho. Sentada. Tranquila. Eu estava indo para a minha primeira aula de Ikebana, de estilo Sanguetzu, estilo do Mokite Okada .Numa parada do bus da praia da Boa Viagem sobe um senhorzinho. Engraçadinho de aparência, elegante, bem humorado. Em determinado momento da viagem ele se vira para mim e diz: "- a senhora ficou ai, no Sol? eu respondo : -" para facilitar que o Sr. se sente, sem apertos." Ele acha graça e por um tempo fica calado. Não se aguentando mais do silencio reinante ele desanda a falar. Conta que está aposentado, que teve nove filhos, todos maravilhosos, todos em bons empregos, que tem oito netos e dois bisnetos, e diz que nada mais interessa para ele, que repassou tudo que acumulou para os filhos, até uma empresa. Que não gosta de andar de carro, só sai de casa de bus. E que sai de casa para comer coisas gostosas nos restaurantes. Olhando para o relógio do pulso ele diz: "- esta vendo a hora? 13:05hs. horário que a minha mulher está indo para a mesa almoçar. Eu sai de fininho do apartamento sem ninguém me ver. Hoje quero comer uma comida chinesa, num restaurante do Shopping da Boa Vista. Eu tenho 87 anos e não aguento a comida da empregada lá de casa, embora ela esteja lá mais de vinte cinco anos. Ela só faz os gostos da minha mulher. Diz que ela não pode comer sal, temperos, açúcar, etc. E os filhos fazem todos os gostos da mãe, até dinheiro dão para ela." Ai eu perguntei : -"E ela trabalhava fora de casa?" Ele respondeu bem categórico: "- NÃO! Eu queria uma mulher para tomar conta da minha casa e não para sair de casa!"

5 comentários:

luís rodrigues coelho Coelho disse...

Seria mais bonito se casasse para serem um verdadeiro casal e que saíssem ambos a passear, almoçar ou jantar...

Um homem que deu tudo aos filhos mas ficou em dívida com a esposa.

Pedrita disse...

adorei a história. e como teve filhos. eu imagino a preocupação da família com o sumiço do avô na hora do almoço. ele saiu escondido mas queria contar a travessura a alguém. divertido. beijos, pedrita

olhodopombo disse...

PURO MACHISMO NORDESTINO DO BRASIL!

luís rodrigues coelho Coelho disse...

Tem razão não li por este lado de mandão.
"Quem mal não pensa mal não faz"
Eu fiz uma leitura diferente, mas depois de ler o teu comentário fiquei intrigado. Será que disse alguma coisa de errado e voltei aqui para reler

Gostaria que as pessoas fossem simples honestas e cordatas.

olhodopombo disse...

nada disse de errado, Luis.