quinta-feira, 22 de maio de 2008

misterius

o que mais gosto das frutas
eh o misterio
que nelas se
encerra.

Um comentário:

Andróide disse...

Meus furos são muito abertos
Minhas feridas cicatrizam o ar
Que eu não consigo libertar
O conselho do acidente
A fluidez da contra-corrente
Tudo vago demais para caber em um único alívio
A sentença do rio
A súplica das margens
Frente à frente
Meu corpo é pedra
Que amolece
Meu coração é água
Que não se mistura